Switch to |
EntrePortas - Imobiliária

6 razões para comprar casa ainda este ano

6 razões para comprar casa ainda este ano

Comprar casa não é gastar dinheiro, é ganhar dinheiro. Saiba por que razão 2019 é o ano certo para procurar a sua.

Costumava dizer-se que adquirir casa própria era o sonho da maioria das pessoas, e sobretudo dos portugueses. Atualmente, todos os consultores chegaram à conclusão que não se trata de um sonho mas daquela que é a decisão mais acertada, uma vez que é a mais económica, a mais segura e a mais rentável. Se foi daquelas pessoas que, nos últimos anos, hesitou entre arrendar e comprar, este é o ano em que deve mesmo tomar uma decisão. Há uma janela de oportunidade única para a aquisição de casa, incluindo taxas de juro em mínimos históricos. A ENTREPORTAS dá-lhe seis argumentos de peso para o ajudar a perceber a importância de começar agora a criar o seu próprio património.

1. Taxas de juro em mínimos históricos

As taxas de juro dos novos créditos à habitação nunca foram tão baixas. Neste momento, compensa tanto negociar uma taxa variável como, se quiser acautelar qualquer oscilação futura, uma taxa fixa. Em todo o caso, se acha que é uma questão de tempo até os juros voltarem a subir, desengane-se. As taxas Euribor, que servem de indexante à generalidade das hipotecas em Portugal, está em território negativo. E a perspetiva dos mercados financeiros de que possa voltar a território positivo tem sido sucessivamente adiada. Neste momento, está apontada apenas para 2024. É uma janela de oportunidade única para comprar casa.

2. A competição pelo spread mais baixo

Este vocabulário pode parecer chato, mas não é possível negociar um crédito habitação sem saber o que é o spread (é a margem de lucro do banco no empréstimo). Saiba que neste momento existe uma guerra de spreads entre os bancos portugueses. Todos estão a tentar promover o spread mais baixo, o que traz uma clara vantagem para o cliente. Os bancos estão na disposição de ganhar menos com cada cliente, porque há cada vez mais clientes a comprar casa. Portanto, é de aproveitar este dinamismo que o mercado do crédito à habitação tem demonstrado e avançar para a compra da casa neste período em que os bancos estão a conceder crédito à habitação com valores mais acessíveis.

3. Arrendar é mais caro que comprar

Um estudo recente de uma consultora imobiliária demonstrou que arrendar casa é muito mais caro do que comprar casa. Em alguns casos, chega a ser 60% mais caro. Esta diferença entre a mensalidade e o arrendamento tem nuances, mas é válida para qualquer zona do país. A título de exemplo, em Vila do Conde arrendar é 33% mais caro do que comprar, na Póvoa de Varzim é 34% mais caro, e em Viana do Castelo chega a ser 39% mais caro. A subida sem paralelo do preço do arrendamento explica-se pelo aumento de turismo e pela procura estrangeira. Para qualquer família portuguesa, a taxa de esforço com o custo da habitação é hoje muito menor na aquisição de um imóvel.

4. Descida do preço das casas

De acordo com o Eurostat, as casas em Portugal ficaram 20% mais caras nos últimos oito anos. E só no ano passado o preço disparou 10%. Contudo, este crescimento já começou a desacelerar e tudo indica que os valores devem estabilizar e mesmo descer ainda durante este ano. Atualmente, já há proprietários disponíveis para fazerem 10% de desconto na venda de imóveis, o que é muito significativo no valor final. E imobiliárias especializadas e de confiança, com muitos anos de experiência no mercado, como a ENTREPORTAS, têm margem para conseguir excelentes oportunidades de negócio na transação de imóveis.

5. Muita procura para pouca oferta

Para ter noção de como a oferta de casas novas diminuiu, o Instituto Nacional de Estatística (INE) revelou um número que não deixa margem para dúvidas: hoje, o número de edifícios licenciados e apartamentos concluídos é menos de metade do que existia em 2008. Ora, se a isto somarmos o aumento da procura - por parte dos estrangeiros, mas também por parte de quem quer investir em imobiliário -, facilmente percebemos a que se deve o aumento do preço das casas verificado nos últimos anos. O problema é que a procura de casa não vai diminuir. Quem quer ter a sua própria habitação deve mesmo considerar fazê-lo o mais depressa possível.

6. Uma casa é um mealheiro

casa comprar habitação

Um dos argumentos de quem é contra a compra de casa é a possibilidade de ficar preso a um empréstimo ao banco durante 20 ou 30 anos. Esquecem-se essas pessoas que a alternativa é ficar preso a um senhorio, pagando uma renda, não por vinte anos, mas durante toda a vida. Com várias desvantagens (a falta de estabilidade, de liberdade, de autonomia), sendo que a mais óbvia é esta: se a casa é sua, pode vendê-la e ganhar dinheiro com a transação. Em certo sentido, a sua casa é o seu mealheiro. Património é riqueza. Se a casa é arrendada, todo o dinheiro que investir nela será dinheiro perdido.

PESQUISAR
PEDIDO DE CONTACTO
PARTILHAR EM:

Imóveis em Destaque: Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Viana, Caminha, Marco

Póvoa de Varzim, Beiriz e Argivai, Póvoa de Varzim
€ 186 000
Venda de Apartamento T3 Triplex com terraço, Póvoa de Varzim
Ref.: PV08151
3 3 1
Várzea, Aliviada e Folhada, Marco de Canaveses
€ 30 000
Venda Moradia para reconstruir,Várzea de Ovelha e Aliviada, Marco de Canaveses
Ref.: MC08413
1 483 m2 1
Sobretâmega, Marco de Canaveses
€ 90 000
Venda Terreno
Ref.: MC06187
3 670 m2
Póvoa de Varzim, Beiriz e Argivai, Póvoa de Varzim
€ 125 000
Venda de Apartamento T1 com terraço, Póvoa de Varzim
Ref.: PV09144
1 1
Santa Maria Maior e Monserrate e Meadela, Viana do Castelo
€ 65 000
Loja - Santa Maria Maior
Ref.: 6795
Póvoa de Varzim, Beiriz e Argivai, Póvoa de Varzim
€ 13 000
Venda de Lugar de garagem, Póvoa de Varzim
Ref.: PV07379
12 m2 1
Copyright 2018 © ENTREPORTAS.  |   LUXIMO'S