Switch to |
EntrePortas - Imobiliária

5 ideias e 5 lugares da sua casa para decorar neste Natal

5 ideias e 5 lugares da sua casa para decorar neste Natal

Se o Natal é a época mais aguardada do ano, prolongue-a. Decore a sua casa durante dois meses e não dois dias. E reúna amigos à volta da mesa, criando tradições.

Este ano houve uma notícia que se tornou viral. Dizia: as pessoas que decoram a árvore de Natal mais cedo são as pessoas mais felizes. Não é bem um estudo científico, é baseado numa opinião antiga do psicanalista britânico Steve McKeown, que então explicou qual o raciocínio psicológico que está por trás do impulso que temos para avançar para as decorações de Natal mais cedo. Ou mais tarde. Decorações precoces, esclareceu, estão relacionadas com a nostalgia de viver e replicar a magia da infância ou, então, de a reinventar. E acrescentou que, neste tempo de stress e ansiedade permanentes em que vivemos, o Natal pode e deve mesmo servir para isso: para espalhar magia e convocar sentimentos fortes, de pertença, de família, de casa. A decoração, antecipada e extensível a todas as divisões do nosso lar, incluindo os quartos dos miúdos e o jardim, é um caminho possível para lá chegar.

Tratando-se apenas de uma opinião, a verdade é que não há razão nenhuma para circunscrevermos o espírito e as cerimónias natalícias apenas a meia dúzia de dias, que assim passarão inevitavelmente a correr, aumentando ainda mais o nosso stress quotidiano. Não há mal nenhum em optarmos por uma celebração distendida no tempo, começando a decorar o nosso apartamento ou a nossa moradia em novembro, e retirando a decoração só depois do dia de Reis, em meados de janeiro. Aliás, só há bem nisso.

Por um lado, poucas coisas serão mais reconfortantes e inspiradoras do que entrar em casa, ao fim do dia, e ser recebido por um espetáculo privado de luzes que cheiram imediatamente a doces e a sentimentos quentes. Por outro lado, em vez de nunca termos tempo para reunir a família e os amigos em nossa casa, porque queremos concentrar todos os jantares e todos os almoços de Natal em apenas dois ou três dias, o que é obviamente impossível, passamos a ter cinco ou seis semanas para fazer convites e convívios. Finalmente, aquela ideia de que quem vai de férias não precisa de aplicar-se na exaltação da época, porque vai estar fora de casa, deixa de fazer sentido. Pode usufruir da decoração antes de partir e depois de voltar.

O Natal não será bem quando o homem quiser, mas também não tem de ser só dois dias. Pode ser um mês inteiro. Ou dois. E dedicar tempo à decoração da casa não é um trabalho, não é uma tarefa - é uma partilha. Um momento de reunir a família. Por isso, a dedicação que se investe a enfeitar a casa, seja ela maior ou menor, é, como também defende Steve McKeown, o primeiro passo para uma melhor socialização - de quem mora dentro de casa e de quem é convidado a entrar nela. Nem sequer é preciso acreditar no Pai Natal, apenas ter vontade de partilhar momentos. E partilhar também a casa em que vivemos.

Se ainda não mergulhou nas decorações de Natal, ainda vai a tempo de o fazer. A Entreportas dá-lhe 5 ideias e 5 lugares de casa que não pode mesmo deixar passar ao lado da época mais esperada do ano. E se ainda não tem a sua própria casa para decorar, então contacte-nos por aqui e comece já hoje a pensar nas tradições que vai criar no seu futuro e no dos seus filhos.

1. A entrada de casa

O Natal nasce logo no primeiro metro quadrado a que pode chamar seu. Se vive numa propriedade com jardim, é logo por aí que deve começar. Coloque uma grinalda no portão, espalhe luzes pelas árvores e pendure uma coroa na porta de entrada. Mesmo que queira esquecer-se do Natal, não vai conseguir. E se tem filhos pequenos, ou netos, eles vão agradecer-lhe a vida toda por isto. Se vive num prédio ou num condomínio fechado, tem de respeitar as regras das áreas comuns, mas pode compensar decorando a sua varanda ou terraço. E nunca deve subestimar o hall de entrada.

2. Seja arrojado nas cores

Uma das razões pelas quais algumas pessoas encaram a decoração de Natal com algum aborrecimento tem a ver com a repetição dos elementos e das cores. É sempre a mesma caixa que se abre uma vez por ano, e tem sempre os mesmos objetos lá dentro. Desta vez, esqueça o dourado, o prateado, o vermelho, o verde e o branco. Seja arrojado nas cores. Não tem de comprar tudo de novo, compre apenas uma lata de spray e renove tudo o que tem: estrelas, bolas, anjos, bonecos de neve, sininhos, o que houver. Aposte em cores inesperadas, no azul marinho, no rosa velho, no verde água. E estenda as cores que escolher usar desde a árvore de Natal (personalize-a, decorando-a com objetos pessoais dos seus filhos ou com acessórios feitos por eles) até ao centro de mesa, passando pela lareira, se a tiver, e pelo aparador.

3. A mesa de jantar

Natal decoração comprar casa apartamento moradia

A mesa de jantar é o centro da tradição. Seja qual for a tradição a que estamos habituados, é ali que ela vai ganhar asas. E se não tem tradição nenhuma, crie uma, crie a sua, crie aquela de que os seus filhos vão lembrar-se quando crescerem. Pode focar-se na decoração do centro de mesa, nas flores e nas velas. Ou então pode criar o ritual de, durante um mês, ter sempre a mesa posta. Como se fosse mesmo Natal todos os dias. É uma memória inapagável. E não esqueça a cozinha, porque não é uma divisão menor. Pelo contrário. Por isso, enfeite-a.

4. O quarto dos miúdos

O quarto dos miúdos é um lugar improvável. Não é o lugar para construir a árvore de Natal ou para exagerar nos arranjos, como é evidente. Mas colocar, por exemplo, um molho de sinos na maçaneta da porta pode criar-lhes uma recordação sonora inesquecível. Ou colocar-lhes uma manta ou uma almofada especial de Natal na cama. Depende da idade que têm, mas há sempre um apontamento que pode ser colocado num candeeiro ou na secretária. Se circunscrever o Natal a dois dias é um desperdício, concentrá-lo numa única divisão da casa, também.

5. Use e abuse das luzes

Nada fica mais na memória de uma criança do que as luzes de Natal que se viram a piscar na infância. Se não gostar mesmo de decorações de Natal, se for um minimalista, abdique de tudo mas não abdique das luzes. Há quem as use durante o ano inteiro, em tom branco ou amarelo, em pequenos apontamentos (dentro de garrafas, por exemplo, cada vez mais), porque a magia que transmitem é realmente especial. Uma ideia criativa e de efeito espantoso é espalhar os cordões de luzes pelo chão da sala, encostados à parede. Não incomoda nada e cria um ambiente acolhedor e intimista.

PESQUISAR
PEDIDO DE CONTACTO
PARTILHAR EM:

Imóveis em Destaque: Norte de Portugal

Aver-o-mar, Amorim e Terroso, Póvoa de Varzim
€ 12 000
Venda de Lugares de garagem, Aver-o-Mar, Póvoa de Varzim
Ref.: PV04732
18 m2 2
Cardielos e Serreleis, Viana do Castelo
€ 64 500
Lote - Serreleis
Ref.: 4172
387 m2 387 m2
Mazarefes e Vila Fria, Viana do Castelo
€ 27 500
Venda de terreno para construção, Vila Fria, Viana do Castelo
Ref.: VCM12933
500 m2 500 m2
Nespereira, Cinfães
€ 15 000
Venda Terreno, Nespereira, Cinfães
Ref.: MC03656
3 340 m2
Póvoa de Varzim, Beiriz e Argivai, Póvoa de Varzim
€ 55 000
Venda de Loja, Póvoa de Varzim
Ref.: PV01007
Sande e São Lourenço, Marco de Canaveses
€ 75 000
Venda Moradia V4, próximo rio e praia fluvial, Sande, Marco de Canaveses
Ref.: MC08444
134 m2 4
Copyright 2018 © ENTREPORTAS.  |   LUXIMO'S