Switch to |
EntrePortas - Imobiliária

Sabia que pode ter um jardim no seu apartamento?

Sabia que pode ter um jardim no seu apartamento?

As famílias vacilam entre apartamento e moradia sobretudo devido ao jardim. Mas agora pode ter um jardim interior num apartamento. Siga as dicas da ENTREPORTAS.

Quase metade dos portugueses (44,9%) vive em apartamentos. Há dez anos (2009), eram cerca de 35%. Os dados são da Pordata, uma base de dados sobre Portugal contemporâneo, com estatísticas oficiais e certificadas sobre o país e a Europa. Estes indicadores revelam que Portugal está em linha com a média europeia (46,4%), sendo a Alemanha o país onde há mais gente a viver em apartamentos e em condomínios fechados (56,7%). Na União Europeia (28 países), Portugal surge em 24º lugar, sendo que 55,1% vive em moradias. Este sucessivo aumento de pessoas a optarem por comprar apartamentos reflete a dinâmica acelerada da vida moderna nas cidades. Viver num prédio é mais económico, não só no valor inicial, mas também na sua manutenção; a segurança é mais apertada, a limpeza mais facilitada, a localização habitualmente mais central, e há sempre um vizinho à mão de semear, o que por vezes pode dar mesmo muito jeito. Acresce que muitos dos empreendimentos novos oferecem um conjunto de serviços de lazer, como salão de festas, jardim, parque infantil ou piscina.

Por outro lado, esta análise da Pordata revela que o número médio de divisões de casa por cada elemento do agregado familiar é, em Portugal, de 1,7. Há dez anos (2009), era de apenas 1,4. Significa que os portugueses estão a conseguir comprar casas cada vez maiores. Malta, que é o país onde os imóveis contemplam mais divisões por pessoa, tem 2,2. Ou seja, não está assim tão longe de Portugal. Mesmo a Dinamarca, que figura na lista dos 10 países mais ricos do mundo, surge em 5º lugar, com 1,9 divisões. Assim, se é verdade que Portugal precisaria de 130 anos para atingir a riqueza média da União Europeia, em termos de habitação já está perfeitamente integrado nos melhores rankings. Para isto contribui, e muito, o setor imobiliário no Norte de Portugal, cuja oferta de apartamentos novos em cidades médias cosmopolitas como Viana do Castelo, Póvoa de Varzim ou Vila do Conde apresenta uma relação qualidade/preço praticamente imbatível. Consequentemente, quem procura casas de dimensões amplas, como apartamentos T3 ou apartamentos T4, não precisa de fazer cedências nas suas prioridades.

Contudo, uma das razões que mais faz vacilar as famílias quando têm de escolher entre um apartamento ou uma moradia é o jardim. Sucede que, hoje, morar num apartamento já não é o mesmo que foi no passado. Hoje, há inúmeras formas para construir um jardim no interior do apartamento, não sendo necessário abdicar da vida e do colorido das plantas e das flores, e muito menos das aromáticas. Aliás, não só é possível ter um jardim, como é aconselhável, porque potencia a saúde, a harmonia e o bem-estar do ambiente doméstico. Além disso, os jardins são um excelente isolante térmico e acústico. Se forem colocados numa parede, ajudam também a combater o calor e a diminuir os ruídos da rua. Finalmente, os jardins melhoram a qualidade do ar, limpam e purificam o espaço. Independentemente do espaço que lhe sobrar em casa, aposte em criar uma zona verde. Até porque pode criar um jardim vertical. É bonito, útil, agradável, e pode erguê-lo em apenas 50 centímetros de uma qualquer parede. Só precisa de ser criativo e de seguir as três dicas que vamos dar-lhe.

1. A estética do jardim

Se é um jardim, tem de ser bonito de ver. Pode escolher vasos coloridos ou escolher apenas uma tonalidade. Lembre-se de que o importante não é o tamanho do jardim, é a saúde das plantas. É a sua vivacidade que vai tornar o jardim mais bonito, seja ele colocado no chão ou na parede (se for na parede, não se esqueça de verificar o peso das raízes). Uma solução prática pode ser adaptar uma estante com várias prateleiras.

2. As plantas adequadas

jardim, apartamento, moradia, ENTREPORTAS, Portugal, condomínios fechados, comprar

Depois de decidir se quer ter um jardim exterior ou interior, tem de dedicar alguma atenção a escolher as plantas. As espécies escolhidas têm de ser pensadas de acordo com a incidência da luz natural no local e com as características do clima, como o vento, por exemplo. Se pretender um jardim mais colorido, aposte em plantas com flores, mas lembre-se de que há uma altura do ano em que a flor cai. O ideal será misturar flores com ervas aromáticas.

3. Os cuidados necessários

Onde quer que construa o seu jardim, ele não deve atrapalhar a circulação das pessoas. Por outro lado, se é daquelas pessoas que gosta de ter um jardim, mas esquece-se recorrentemente de o regar, opte por catos e trepadeiras, que precisam de pouca água. Por fim, garanta uma base que suporte o escoamento da água para não estragar o soalho e deixar o ambiente sempre seco e limpo.

PESQUISAR
PEDIDO DE CONTACTO
PARTILHAR EM:

Imóveis em Destaque: Norte de Portugal

Avessadas e Rosém, Marco de Canaveses
€ 30 000
Venda Terreno, Rosém, Marco de Canaveses
Ref.: MC08502
980 m2
Santa Maria Maior e Monserrate e Meadela, Viana do Castelo
€ 66 000
Lote - Meadela
Ref.: VCM11059(20)
199 m2 199 m2
Darque, Viana do Castelo
PREÇO SOB CONSULTA
Venda de Andar Moradia T2, Cais Novo, Darque, Viana do Castelo
Ref.: VCC13199
2
Cibões, Terras de Bouro
€ 35 000
Venda de Terreno para construção, Cibões, Terras do Bouro
Ref.: PV08375
300 m2 300 m2
Moreira de Geraz do Lima, Viana do Castelo
€ 172 000
Venda de moradia V4 com ótimas áreas, Geraz do Lima, Viana do Castelo
Ref.: VCM12911
374 m2 515 m2 4 3
Fragoso, Barcelos
€ 15 900
Venda de terreno florestal, Fragoso, Barcelos
Ref.: VCM11706
3 500 m2 3 500 m2
Copyright 2018 © ENTREPORTAS.  |   LUXIMO'S