Switch to |
EntrePortas - Imobiliária

9 dicas essenciais para quem vai comprar a primeira casa

9 dicas essenciais para quem vai comprar a primeira casa

Moradia ou apartamento, com vista mar ou no centro da cidade, grande ou pequena.

Tudo conta na hora de escolher a primeira casa. Não dê esse passo sozinho.

Comprar casa é, antes de tudo, adquirir um porto seguro. Toda a vida individual e familiar se constrói a partir da casa que se tem. É assim desde sempre. A relação de proximidade com os outros, o crescimento dos filhos, os laços familiares, os períodos de descanso e, recentemente, também de trabalho, são determinados pelo nível de conforto da casa em que vivemos. Não é exagerado dizer que, em certo sentido, nós somos a nossa casa. Quando a aquisição de casa própria implica o recurso ao crédito bancário, há duas formas de a encarar: a pessimista ("Vou ficar endividado para o resto da vida.") ou a otimista ("Estou a pagar por uma coisa que é minha e, quando der conta, já paguei quase tudo."). A perspetiva otimista é mais realista. Será também por isso que comprar casa é o objetivo da maioria das pessoas. Porque não é uma despesa, é um investimento. E por vezes, é até também uma poupança.

Se está naquele momento em que decidiu comprar a sua primeira casa, mas está indeciso entre comprar casa em frente ao mar, em Vila do Conde ou na Póvoa de Varzim, ou uma casa para restaurar em Viana do Castelo ou comprar um apartamento em Caminha ou na praia de Esposende, saiba que a principal decisão que pode tomar não é a da escolha do imóvel mas a da escolha da agência imobiliária.

 

 

Artigo relacionado: Vale a pena comprar uma casa em Vila do Conde ou na Póvoa de Varzim?

 

Artigo relacionado: Viana do Castelo: comprar uma casa barata para restaurar

 

Artigo relacionado: Comprar apartamento em Caminha, numa praia com bandeira azul

 

Artigo relacionado: Já pensou em comprar uma casa de praia em Esposende?

 

 

Uma agência credível vai ajudá-lo a encontrar a melhor solução imobiliária no menor período de tempo e ainda vai ajudá-lo a conseguir a melhor proposta bancária para a aquisição. Comprar casa muda a vida, exige ponderação e contas bem feitas. A ENTREPORTAS dá-lhe 9 dicas essenciais para essa primeira aventura. Mas se não quiser estar sozinho no processo, contacte-nos.

1. Não arrisque comprar a sua primeira casa sem uma agência

Ninguém melhor do que o comprador para saber que tipo de casa pretende e em que localização. Por isso, pode delimitar a área em que quer viver e começar já a namorar casas sozinho. Mas procurar casa sem a ajuda de uma agência é assumir que está a ter acesso apenas a uma fatia de todas as casas que poderiam interessar-lhe. Por outro lado, a agência imobiliária é muito mais do que uma montra de imóveis. É o gabinete especializado que vai acompanhá-lo durante todo o processo burocrático que implica a aquisição de uma propriedade, desfazendo dúvidas e resolvendo eventuais problemas pelo caminho. Além disso, ninguém melhor do que um agente para saber avaliar o estado e o valor do imóvel. Portanto, a agência é um elemento-chave para um bom negócio, precisa é de ser uma agência de confiança.

 

 

Artigo relacionado: 8 razões para comprar uma casa com um agente imobiliário ao seu lado

 

 

2. Pondere qual é o momento certo para comprar casa

Em Portugal, 2019 foi o ano mais forte da década na concessão ao crédito à habitação. E raros são os casos de portugueses que compram imóveis sem recurso à banca. O momento da compra está, por isso, sempre muito relacionado com o contexto económico, que interfere na lei da oferta e da procura, e com as condições oferecidas pelas instituições bancárias. Em 2020, é provável que o preço das casas sofra um ajustamento. Mas também é expectável que a Euribor comece a sair do terreno negativo em que esteve nos últimos anos, e os spreads comecem a subir. Mais uma vez, o ideal é consultar uma agência de confiança no momento em que toma a decisão de comprar casa. Depois, a agência vai encaminhá-lo para o momento certo da compra.

3. Pense que pode querer vender a casa que agora está a comprar

Quase sempre a primeira casa comprada coincide com a emancipação dos pais ou com o primeiro casamento. Ou seja, quase sempre é uma casa para viver todos os dias e não, por exemplo, para investir ou passar férias. Está tudo certo nisso. Mas é importante pensar na casa para lá do momento presente. A família pode crescer ou a localização preferida pode mudar por via do emprego. São muitos os contextos que podem fazer com que um dia pretenda vender a casa. Se esse dia chegar, é importante que encontre potenciais compradores com facilidade e que faça um bom negócio. Por isso, pense bem na localização, nas acessibilidades e na rede de serviços que caracterizam a envolvente, para lá dos seus interesses imediatos. Isso tudo vai ter influência também num putativo negócio futuro.

4. Contabilize quantas divisões realmente precisa

Tradicionalmente, as famílias portuguesas contam o número de filhos que têm, somam o quarto do casal, e encontram assim o número de divisões de que precisam. Se têm um filho, procuram um T2; se têm dois filhos, procuram um T3, e assim sucessivamente. Nós, aqui na ENTREPORTAS, há muito tempo que aconselhamos os clientes a ponderarem ter uma divisão extra. A opção levanta reservas porque, à partida, quanto maior for a casa maior será o investimento inicial. Mas, se há coisa que o ano de 2020 veio tornar claro, com o recurso crescente ao teletrabalho, é que ter uma divisão a mais não é um luxo, é mesmo uma necessidade. Em compensação, também pode optar por áreas maiores, para que possa sobrar espaço dentro da sala, ou mesmo da cozinha, para criar um escritório.

5. Reflita se pretende vir a rentabilizar a casa

Há duas maneiras de rentabilizar a casa: em tempo real, reservando um quarto para arrendar, ou numa fase posterior, em que adquire uma segunda casa sem se desfazer da primeira. Até porque pode compensar liquidar um possível segundo crédito à habitação com o montante que aufere no arrendamento da primeira casa. Ou seja, nem sempre uma segunda habitação implica dobrar despesas. Se qualquer uma destas possibilidades é uma opção para si, deve dedicar algum do seu tempo a estudar as zonas mais populares para arrendamento, seja por via do turismo ou dos estudantes.

 

 

Artigo relacionado: ENTREPORTAS: Está a pensar comprar uma segunda casa para arrendar?

 

 

6. Comparar é cansativo, mas avalie as ofertas de todos os bancos

A maneira mais fácil de pedir um crédito à habitação é recorrer diretamente ao banco em que se tem a conta desde sempre. No entanto, a facilidade pode custar-lhe várias dezenas de euros ao fim do mês. A relação com o gerente do seu banco ou com o gestor da sua conta pode ser antiga e sem mácula, mas na compra de casa os juros e as comissões são mais importantes que os afetos. Por isso, por muito cansativo que seja, não deixe de fazer simulações em todos os bancos. Há quatro elementos obrigatórios a considerar: o montante total a pedir emprestado, a TAEG (inclui juros, comissões, seguros, etc.), o spread e a Euribor. No essencial, a prestação mensal vai resultar da combinação destes quatro fatores.

comprar, casa, banco

7. Escolher a modalidade dos juros: fixa ou variável

Não é possível fazer um spoiler da vida e muito menos da evolução económica ao longo de 30 anos, que é o período de referência para um crédito à habitação. Podemos acompanhar todas as projeções do mercado e mesmo assim nunca saberemos se a Euribor vai subir, descer ou manter-se. No máximo, podemos ter uma noção do que é a tendência, a partir da observação. Neste momento, a observação diz-nos que estando a Euribor em terreno negativo há longuíssimos meses, um dia destes começará a subir. Até onde, ninguém sabe. A decisão sobre a taxa fixa ou a variável depende da flexibilidade do seu orçamento mensal. Ou seja, saber se a cada três, seis ou 12 meses, o seu plafond familiar consegue comportar aumentos eventuais, ou se prefere saber o valor exato que vai pagar até ao fim do crédito. Essa estabilidade tem um custo, mas pode compensar.

8. Construa um fundo de emergência

O fundo de emergência pode ter várias finalidades, a começar por servir para fazer face à questão anteriormente referida. No caso de optar pela taxa de juro variável, já não terá de preocupar-se com oscilações de valor da Euribor. Por outro lado, se quiser mudar de emprego ou se tiver qualquer percalço, nomeadamente de saúde, ou quebra de rendimento, já sabe que tem margem para continuar a pagar a casa durante alguns meses. A maneira mais eficaz de construir este fundo é começar logo no primeiro mês da sua casa nova.

9. Considere todas as despesas adicionais

Para não ter um banho de água fria no momento da escritura, não fique apenas fixado no valor do imóvel. Atualmente as instituições bancárias emprestam cerca de 90% do valor total da propriedade (para uma casa de 100 mil euros, tem de ter uma entrada de pelo menos 10 mil euros) e que os custos relacionados com a burocracia da casa, desde impostos a comissões associadas, podem representar um montante de 5 mil euros (o valor desta despesa é proporcional ao valor da casa).  No seio do seu grupo, a ENTREPORTAS conta com uma empresa especializada na intermediação de crédito. O volume agregado do nosso grupo permite um peso negocial junto da banca. 

Faça as suas contas e contacte a ENTREPORTAS para escolher a sua nova casa!

PESQUISAR
PEDIDO DE CONTACTO
PARTILHAR EM:

Imóveis em Destaque: norte de Portugal

Darque, Viana do Castelo
€ 160 000
Venda de lote de terreno p/ construção, Darque, Viana do Castelo
Ref.: VCM12569
260 m2 260 m2
Darque, Viana do Castelo
€ 107 000
Venda de apartamento T3 em bom estado geral, Darque, Viana do Castelo
Ref.: VCM13030
160 m2 3 2
Lustosa e Barrosas (Santo Estêvão), Lousada
€ 135 000
Venda Quintinha com Moradia para reconstruir, Lustosa, Lousada
Ref.: MC08270
5 130 m2 2
Cardielos e Serreleis, Viana do Castelo
€ 295 000
Venda de moradia V3 Isolada, Cardielos, Viana do Castelo
Ref.: VCM10277(1)
2 925 m2 2 925 m2 3
Fragoso, Barcelos
€ 57 000
Lote - Fragoso
Ref.: VCM10097
482 m2 482 m2
Âncora, Caminha
PREÇO SOB CONSULTA
Moradia térrea em construção para venda, Âncora, Caminha
Ref.: C02106
1 941 m2 3
Copyright 2018 © ENTREPORTAS.  |   LUXIMO'S
Contacte-nos